• Atendimento
  • Portal Geográfico
  • Banner Por um país com bom ar
  • Banner Andante
  • Banner Arquivo municipal digital
  • Banner Memórias OAZ
  • Banner IFRRU
  • Banner Portugal 2020
  • Banner A minha rua
  • Banner INDAQUA

Comissão Municipal de Defesa da Floresta

O Decreto-Lei n.º 124/2006, de 28 de junho, que estabelece a estrutura o Sistema de Defesa da Floresta contra Incêndios, na sua atual redação, prevê a constituição de uma Comissão Municipal de Defesa da Floresta, estando as suas competências consagradas nos artigos 3.º-A, 3.º-B, 3.º-D.

Considerando que as Comissões de Defesa da Floresta, de âmbito municipal, são estruturas de articulação de programas de defesa da floresta (Artigo 3.º-A) a quem incumbe atribuições significativas como (Artigo 3.º-B):


a) Articulação da atuação dos organismos com competências em matéria de defesa da floresta, no âmbito da sua área geográfica;

b) Avaliação e emissão de parecer sobre o plano municipal de defesa da floresta contra incêndios (PMDFCI);

c) Proposta de projetos de investimento na prevenção e proteção da floresta contra incêndios, de acordo com os planos aplicáveis;

d) Apreciação do relatório anual de execução do PMDFCI a apresentar pela câmara municipal;

e) Acompanhamento do desenvolvimento dos programas de controlo de agentes bióticos e promover ações de proteção florestal;

f) Acompanhamento do desenvolvimento das ações de sensibilização da população, conforme plano nacional de sensibilização elaborado pelo ICNF, I. P.;

g) Promoção ao nível das unidades locais de proteção civil, a criação de equipas de voluntários de apoio à defesa contra incêndios em aglomerados rurais e apoiar na identificação e formação do pessoal afeto a esta missão, para que possa atuar em condições de segurança;

h) Proceder à identificação e aconselhar a sinalização das infraestruturas florestais de prevenção e proteção da floresta contra incêndios, para uma utilização mais rápida e eficaz por parte dos meios de combate;

i) Identificação e proposta de áreas florestais a sujeitar a informação especial, com vista ao condicionamento do acesso, circulação e permanência;

j) Colaboração na divulgação de avisos às populações;

l) Avaliação dos planos de fogo controlado que lhe forem apresentados pelas entidades proponentes, no âmbito do previsto no Regulamento do Fogo Controlado;

m) Emissão, quando solicitado, de parecer sobre os programas nacionais de defesa da floresta;

n) Emissão de pareceres relativos à edificação em espaços rurais, nomeadamente sobre as medidas de minimização do perigo de incêndio, incluindo as medidas relativas à contenção de possíveis fontes de ignição de incêndios nas edificações e nos respetivos acessos, bem como à defesa e resistência das edificações à passagem do fogo;

o) Aprovação da delimitação das áreas identificadas em sede do planeamento municipal com potencial para a prática de fogo de gestão de combustível.

 

Existindo a necessidade de disciplinar o modo de funcionamento deste órgão, importa elaborar um Regimento aplicável ao seu funcionamento.

A Comissão Municipal de Defesa da Floresta deliberou por unanimidade aprovar o respetivo Regimento. 

  • Casa Museu Ferreira de Castro Iporto - Agendas Cineteatro Caracas Concurso de Música Terras de La Salette IPORTO
  • Facebook Centro Lúdico de Oliveira de Azeméis Centro de Línguas de Oliveira de Azeméis Arquivo Municipal Academia de música
  • Piscina Municipal de Oliveira de Azeméis Azeméis Educa Twitter Parque Temático Molinológico Parque de La Salette
  • Loja Ponto Ja Biblioteca Municipal Ferreira de Castro Galeria Tomás Costa
Valid XHTML 1.0 Transitional CSS válido! Level Triple-A conformance icon, W3C-WAI Web Content Accessibility Guidelines 1.0 Símbolo de Acessibilidade à Web
CM Oaz - Todos os direitos reservados Largo da República, 3720-240 Oliveira de Azeméis [email protected]