• Atendimento
  • Portal Geográfico
  • Imprensa
  • Banner Portugal 2020
  • Banner IFRRU
  • Banner Orçamento Participativo Portugal
  • Banner A minha rua
  • Banner Mercado à Moda Antiga
  • Banner INDAQUA
  • Banner Azeméis é Vida
  • Banner

CPCJ propõe afetos no mês da prevenção dos maus tratos na infância

Data: 03/04/2018
Oliveira de Azeméis
Oliveira de Azeméis cumpre calendário de afetos para assinalar o Mês Internacional da Prevenção dos Maus Tratos na Infância

Trinta dias de afetos, um afeto por dia em casa ou na rua. Não importa o local ou a hora, o importante é dar afetos, ouvir, falar e participar em atividades com os filhos.

Esta é a proposta feita pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Oliveira de Azeméis a todos os pais durante o Mês Internacional da Prevenção dos Maus Tratos na Infância que se comemora até ao final de abril.

“A prevenção dos maus tratos na infância e juventude começa em casa e com pequenos gestos”, afirmam os responsáveis da CPCJ que desafiam os pais a dinamizarem atividades e gestos que promovam o carinho, a auto estima, a alegria e o bem-estar dos seus filhos.

A CPCJ elaborou um “calendário de afetos” propondo aos pais, até ao dia 30 de abril, que participem ativamente na vida dos seus filhos desenvolvendo uma tarefa específica por dia.

Há um pouco de tudo para cumprir com os filhos nesse calendário: desde passeios em família a um beijo de boa noite, à leitura de uma história antes de dormir, a um abraço várias vezes ao dia, à confeção conjunta de uma refeição especial ou ainda uma caminhada ao parque de La Salette.

Mas há mais propostas para estreitar o relacionamento entre pais e filhos, fomentar a aprendizagem e o crescimento saudável incutindo neles princípios importantes como respeitar às pessoas mais velhas, cumprir as promessas, doar objetos ou a execução de tarefas domésticas.

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens considera importante que os pais valorizem os gostos e aptidões do seu filho, elogiem os seus desempenhos e incutam neles a ideia de que “tudo vale a pena, com esforço e carinho”.

A CPCJ sugere outros gestos aos pais como ensinar os filhos a aceitar os erros e a gerir expectativas, visitar a biblioteca municipal requisitando um livro, falar sobre a escola e os amigos ou ainda aproveitar o dia 25 de abril para tomar o pequeno-almoço em família e falar sobre o “Dia da Liberdade”.

A iniciativa da CPCJ de Oliveira de Azeméis está associada à campanha “Laço Azul”, uma iniciativa nascida em 1989 nos Estados Unidos da América e destinada a sensibilizar a comunidade para a problemática dos maus tratos na infância. 

A história do Laço Azul 

O Laço Azul teve origem em 1989 no Estado de Virgínia, nos Estados Unidos da América.

Nesse ano, Bonnie W. Finney divulgou a história trágica dos maus-tratos aos seus netos. Para chamar a atenção e sobretudo suscitar questões, a avó atou à antena do seu carro uma fita azul, a cor das nódoas negras dos seus netos.

A fita servia de mote para contar a história dramática e alertar para o problema dos maus-tratos na infância. Esse primeiro laço deu origem a um movimento que se tornou mundial.

 

  • Casa Museu Ferreira de Castro Cineteatro Caracas Concurso de Música Terras de La Salette IPORTO Facebook
  • Centro Lúdico de Oliveira de Azeméis Centro de Línguas de Oliveira de Azeméis Arquivo Municipal Academia de música Piscina Municipal de Oliveira de Azeméis
  • Azeméis Educa Twitter Parque Temático Molinológico Parque de La Salette Loja Ponto Ja
  • Biblioteca Municipal Ferreira de Castro Iporto - Agendas
Valid XHTML 1.0 Transitional CSS válido! Level Triple-A conformance icon, W3C-WAI Web Content Accessibility Guidelines 1.0 Símbolo de Acessibilidade à Web
CM Oaz - Todos os direitos reservados