• Atendimento
  • Portal Geográfico
  • Banner Projeto A NOSSA FREGUESIA...
  • Banner COVID19
  • Banner Emprego OAZ
  • Banner Medidas Emergência
  • Banner Estamos on
  • Banner Por um país com bom ar
  • Banner Andante
  • Banner Arquivo municipal digital
  • Banner Memórias OAZ
  • Banner IFRRU
  • Banner Portugal 2020
  • Banner A minha rua
  • Banner INDAQUA

Oliveira com 460 anos certificada pela universidade de Trás-os-Montes

Data: 30/09/2009
Oliveira de Azeméis
Oliveira com 460 anos, em frente à Câmara Municipal, foi certificada pela universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD)

A oliveira, árvore com 460 anos, situada em frente à câmara de Oliveira de Azeméis, foi a primeira unidade, no país, a ser certificada mediante o novo método de datação de árvores desenvolvido por investigadores da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

O método é inovador e permite datar árvores até aos três mil anos sem pôr em risco a sanidade das espécies. O estudo da nova técnica começou a ser desenvolvido em 2007 e envolveu a participação de uma equipa de cientistas do departamento de ciências florestais da UTAD, coordenada por José Luís Lousada.

A cerimónia de certificação decorreu junto à oliveira instalada no Largo da República, no centro da cidade, com a presença do coordenador do estudo, do presidenta da autarquia e de André Soares dos Reis, proprietário da empresa «Oliveiras Milenares» que, em 2007, propôs à UTAD o desenvolvimento do projecto.

A oliveira foi oferecida á autarquia pelo empresário natural de Oliveira de Azeméis, podendo ser apreciada na convergência das ruas Bento Carqueja e António Alegria.

«Trata-se de uma metodologia que não implica o abate de árvores», explicou José Lousada ainda que o desenvolvimento do estudo tivesse envolvido o abate de muitas espécies, que esteve na base da investigação.

O estudo desenvolvido pela UTAD permite datar as árvores através de um «modelo matemático que relaciona a idade com as características dendrométricas do tronco (raio, diâmetro ou perímetro)», referiu o coordenador do estudo.

«Desta forma e possível proceder à sua datação por um processo extremamente rápido, não destrutivo e exequível, mesmo em árvores ocas», adiantou.

A proposta feita pela empresa «Oliveira Milenares» em 2007 resultou numa parceria com a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e, posteriormente, no registo conjunto da patente do método desenvolvido.

GALERIA DE IMAGENS
  • Cerimónia de certificação da oliveira em frente à Câmara Municipal
  • Cerimónia de certificação da oliveira em frente à Câmara Municipal
  • José Lousada, coordenador do estudo da universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
  • Facebook Instagram Twitter Iporto - Agendas IPORTO
  • Azeméis Educa Arquivo Municipal Biblioteca Municipal Ferreira de Castro Centro Lúdico de Oliveira de Azeméis Loja Ponto Ja
  • Piscina Municipal de Oliveira de Azeméis Parque de La Salette Parque Temático Molinológico Academia de música Centro de Línguas de Oliveira de Azeméis
Valid XHTML 1.0 Transitional CSS válido! Level Triple-A conformance icon, W3C-WAI Web Content Accessibility Guidelines 1.0 Símbolo de Acessibilidade à Web
CM Oaz - Todos os direitos reservados Largo da República, 3720-240 Oliveira de Azeméis [email protected]