• Atendimento
  • Portal Geográfico
  • Banner Projeto A NOSSA FREGUESIA...
  • Banner COVID19
  • Banner Emprego OAZ
  • Banner Medidas Emergência
  • Banner Estamos on
  • Banner Por um país com bom ar
  • Banner Andante
  • Banner Arquivo municipal digital
  • Banner Memórias OAZ
  • Banner IFRRU
  • Banner Portugal 2020
  • Banner A minha rua
  • Banner INDAQUA

Paixão pela história, pelo território e pelo povo que o habita

Oliveira de Azeméis

Samuel de Bastos Oliveira, um apaixonado pela etnografia e cultura popular, sempre demonstrou muito interesse e gosto pela História de Fajões. Licenciado em Filosofia, em Filologia Românica e em Ciências Pedagógicas, foi professor, dirigente associativo e exerceu diversos cargos públicos, o que o torna uma personalidade importantíssima no contexto cultural do nosso concelho.

Segundo o Dr. Samuel Bastos, “a história de Fajões não é uma história gloriosa, mas baseia-se essencialmente no trabalho, na dignidade do povo, pacífico, laborioso, dedicado à agricultura, porque Fajões é uma terra semirrural”.

Em relação ao povoamento de Fajões, refere que “é sempre difícil falar do povoamento das terras, porque remontam à pré-história, no caso de Fajões, a cerca de 5.000 anos a.C., ao período Neolítico”, facto que é provado por diversos vestígios: machados neolíticos, as antas ou dolmens, que havia na freguesia e a Mamoa de Prazins, situada na “Portela”, atual lugar da Cruz.

Quanto a vestígios da época gótica e romana, “eles estão documentados num documento escrito, datado de 7 de novembro de 1068, que retrata a doação da Villa Fagionis e da sua Igreja (a Ecclesia Sancto Martino de Fagionis)”. Segundo o Dr. Samuel Bastos, “este seria um território de terras cultivadas e de terras incultas que, em 1540, chegou a pertencer às Freiras de São Bento da Avé Maria do Porto.

No aspeto civil, o Professor Samuel destaca que “a freguesia sempre pertenceu ao Concelho da Vila da Feira, primeiro aos Condes da Feira, depois ao concelho da Vila da Feira, até 5 de janeiro de 1799, com a criação do concelho de Oliveira de Azeméis”.

Quanto ao património religioso, o Dr. Samuel Bastos destaca a Igreja Paroquial, a Residência Paroquial, a Capela de São Marcos e a Capela da Senhora da Ribeira, para além de algumas capelas particulares, como, a Capela da Senhora das Dores, a Capela da Senhora da Lapa e a Capela da Senhora da Saúde.

Acerca das coletividades fala com entusiasmo e emoção da Banda Musical de Fajões, do Grupo Folclórico as Ceifeiras de Fajões, do Grupo Desportivo de Fajões, e ainda, da Sociedade Columbófila de Fajões, associações que desempenham um papel fundamental na educação e formação de tantas gerações de jovens.

Não deixou de referenciar uma grande instituição de cariz social, o Centro Social Dr.ª Leonilda Aurora da Silva Matos, “construído em terreno de mato da própria Dr.ª Leonilda e do seu marido Arlindo Leite da Silva, no Lugar do Souto da Costa, fundado em março de 1981”. Esta Instituição de Solidariedade Social presta um serviço essencial à população de Fajões e dos concelhos limítrofes, e dedica o seu nome à generosidade da benemérita e comendadora Dr.ª Leonilda Aurora da Silva matos, que deu tudo o que tinha para as causas sociais.

 

GALERIA DE IMAGENS
  • Facebook Instagram Twitter Iporto - Agendas IPORTO
  • Azeméis Educa Arquivo Municipal Biblioteca Municipal Ferreira de Castro Centro Lúdico de Oliveira de Azeméis Loja Ponto Ja
  • Piscina Municipal de Oliveira de Azeméis Parque de La Salette Parque Temático Molinológico Academia de música Centro de Línguas de Oliveira de Azeméis
Valid XHTML 1.0 Transitional CSS válido! Level Triple-A conformance icon, W3C-WAI Web Content Accessibility Guidelines 1.0 Símbolo de Acessibilidade à Web
CM Oaz - Todos os direitos reservados Largo da República, 3720-240 Oliveira de Azeméis [email protected]